terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Conquistas


Uma vez, li em um livro de Paulo Coelho que diz mais ou menos assim: quando a gente quer muito uma coisa, o universo inteiro conspira em nosso favor. Pois bem... tem uma coisa que eu quero muito, muito mesmo!!! Já estou imaginando, sonhando, pensando  nisso desde julho de 2009. Estou trabalhando para isso. Nunca imagei que daria certo. Mas também, nunca imaginei o contrário. É como se fosse algo a ser moldado diariamente, lentamente, perfeitamente. E lentamente está dando certo. A chance de sobrevoar mares e oceanos está cada vez mais próxima. A oportunidade de mostrar quem sou , o que penso e como penso também. O julgamento do saber internacional, por mim tão esperado, está chegando. Não me importa o que dirão ou pensarão. Importa, acima de tudo, é poder ir e mostrar. É dizer: sim, eu existo e estou aqui. Estou aqui para aprender, compartilhar, para conquistar!


E sim, Brisbane - aí vou eu!!!!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Ciclos

Hoje tivemos inicio ao novo horário - que não é o de verão. O dia clareia cedo e assim também escurece. O fim desse periodo, cujo objetivo é "economizar energia" (que não necessáriamente é atingido) lembrou-em o filme DIVÃ. Em um determinado momento,  diz mais ou menos o seguinto: A vida é assim mesmo, tudo, uma hora, chega ao fim. E acredito que seja isso mesmo. A vida é feita de ciclos. Tudo tem um começo, um meio e o fim. Como chegaremos ao final, depende unica e exclusivamente de nós. Quantos amigos e inimigos fizemos. Quantas vezes deixamos pra lá uma ofensa. Quantas vezes sorrimos no lugar de chorar. Cada um dos ciclos de nossas vidas nos prepara para o próximo. Cabe a nós aprender e decidir.Porém, as vezes, nós precisamos é decidir quanto encerrar um ciclo - e não esperar o fim chegar por conta própria. As vezes pode ser o fim de uma amizade, de um namoro, até um casamento. Pode ser o fim de um emprego ou de uma atividade voluntária. É preciso ter força para saber reconhecer o nosso limite. Por que falo tudo isso? Hoje eu precisei decidir. Encerrei um ciclo. Depois de 11 anos deixei uma atividade semanal que fazia. Foi dificil e está sendo. Mas meu limite chegou. Não é um fim definitivo. Pode ser que haja um retorno. Mas o tempo dirá. Sou, com certeza, uma pessoa melhor do que era 11 anos atrás.