sexta-feira, 24 de junho de 2011

Meu pai , meu amigo...

"Meu pai, meu amigo... fiel companheiro... exemplo verdadeiro de amor"


No ano passado, na festa do dia dos pais, meu filho cantou essa música para meu marido. Hoje, eu canto e reproduzo para meu pai. É, sobre ele, que quero falar. Eu e meu pai, somos assim, "grudinhos". Somos assim, desde sempre. Desde antes. É um amor sem palavras. É bem verdade que ele é de poucas palavras. Nordestino arretado. Sério. Bravo. Muitas vezes, quando criança, tive medo dele. Às vezes esse medo era confundido com respeito. Pensa em um pai bravo. Era ele. Mas foi ele também que me deixava dormir no quarto dele, quando tinha medo de escuro. Era ele que rezava baixinho no meu ouvido quando eu tinha aqueles "pseudo ataques epiléticos"....  É ele, o homem que eu admiro. Chegou em São Paulo, ainda criança, em um caminhão de pau de arara, com minha vó e meus 5 tios. foi quando minha vó lavou o rosto de seus filhos com água da chuva. Meu pai, quando tinha uns 14 anos, conseguiu ter a cabeça fechada pela porta de um bonde. Meu pai que perguntou para meu marido, à época namorado, "quais eram suas intenções" (no primeiro dia de encontro). É o pai que até hoje não entende como gosto de legião urbana. É o pai que me mostrou que ser corinthiano vale a pena. é o pai que me mostrou que sem estudo a gente não é nada (ele foi o único dos irmãos que conseguiu se formar e ter uma profissão)... Hoje, é meu pai frágil, pela qual daria minha vida se fosse possível. Quando sofri o acidente de carro, foi nele que eu pensei. Hoje é dele que quero tirar o sofrimento. Sinto-me impotente diante da situação pela qual ele esta passando. Tenho muita fé em Deus. Isso conforta, consola. Deus sabe o que faz. A gente, as vezes é que demora a entender. Sei que esse post é a forma que encontrei de homenagear aquele que me deu a vida, e a quem devo tudo o de bom que sou (porque a parte ruim é por minha conta mesmo)... a esse homem, que amo, admiro, o meu amor, o meu respeito e minha eterna gratidão.......


Pai
a tua presença constante
o olhar às vezes distante
me fazem te admirar
Pai
o teu abraço apertado
mãos firmes e sempre ao meu lado
me dão forças pra caminhar
Pai
o teu sorriso ilumina
a tua voz me fascina
me acalma nas horas de dor
Pai
Amigo, herói, companheiro,
Sincero, leal, verdadeiro
o meu exemplo de amor
Pai
hoje eu quero te agradecer
ter me dado o dom de viver
de ser forte, crescer e lutar
Pai
quero dar-te um abraço bem forte
e sorrir bem feliz pela sorte:
ser teu filho e poder te abraçar
(Leonardo André)


domingo, 12 de junho de 2011

Quando eu gosto de um texto...

Quando gosto de um texto, eu me aproveito dele, até o último. Coloco no orkut, no facebook, mando por email aos mais próximos, e nos últimos tempos tenho colocado aqui no meu canto... Hoje, apresento, um texto atribuído a charles chaplin (e, eu não sei porque, nunca consigo confirmar as autorias)


Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

FAle de seus sentimentos, tome decisão

Hoje recebi um email, desses que a gente encaminha ou recebe (e que eu, normalmente, não leio), e chegou como sendo exatamente algo que precisamos ler e lembrar diariamente (e quando falo em "precisamos", na verdade, quero dizer "preciso"... O texto é atribuido ao Dr. Drauzio Varella.. não posso afirmar porque não fui atras de confirmar a fonte. Mas sendo dele, ou não, quero compartilhar aqui...

sábado, 4 de junho de 2011

Poesia do dia

Esse coisa de ter blog é um tanto quanto complicada. Esse espaço , desde o primeiro dia, foi especial... Era o meu cantinho, onde escrevo - não para ser lida, mas para me sentir , de alguma maneira, aliviada. Ter pessoas que, eventualmente, me lêem, era o lucro... e, esse espaço, tem estado abandonado. não pela falta do que falar, mas pela falta de palavras para falar o que vem acontecendo na minha vida. Aqui falei do acidente do meu pai. falei do meu acidente. do meu encontro e desencontro diários comigo mesmo. Meus ultimos posts - não tão recentes - foram poesias... Hoje postei um texto atribuido a clarice lispector (de novo) no meu orkut e no meu facebook.... E esse texto, é o que sou no dia de hoje... ou o que procuro ser... vou coloca-lo aqui, para então , fazer  breves comentário... (serão os coloridos)

Há Momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la. (é a saudade de quem já se foi, é o amigo que vemos eventualmente, é aquela pessoa que faz toda a diferença em nossa vida diária)

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer. - (as vezes é dificil ser o que somos... o tempo inteiro somos cobrados e o tempo inteiro abdicamos de nós mesmos para , de alguma forma, ser aceito)

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz. dificil  não ter esperança... eu sempre tenho por mais dificil que as vezes pareça a caminhada

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos. as vezes, nós precisamos fazer as oportunidades. nem sempre esperar que elas aconteçam, é o melhor...  

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas. (infelizmente as vezes demoramos a perceber quão importante as pessoas são em nossas vidas. e quando percebemos elas já se foram, pela nossa simples falta de cuidados. e aí, percebemos, que a culpa foi nossa)

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado. tão importante quanto perdoar os erros dos outros, é perdoar os nossos prórpios erros e não se envergonhar do que somos. erramos todos os dias.... o negócio é recomeçar sempre, deixar sempre o brilho no olhar e ter a certeza de que o amanhã será diferente.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.  as emoções são tudo... é o que nos move. é o que nos faz querer seguir. que nos faz querer mudar. que nos faz.... eu sou isso. sou emoção... transparente, no olhar, no que faço, na pela, no rosto, no corpor, no sorriso... transpiro o que sinto... e as vezes tenho medo, a transparencia é defeito.... mas mesmo a clarice diz que a gente nunca sabe qual é o defeito que sustenta o nosso edificio....
Clarice Lispector